Primavera!

em 17 de setembro de 2014


Primavera

Antes do teu olhar, não era,
Nem será depois- primavera.
Pois viemos do que perdura,
Não do que fomos. Desse acaso
Do que foi visto e amado - o prazo
Do Criador na criatura...
Não sou eu. Mas sim o perfume
Que em ti me conserva e resume
O resto, que as horas consomem.
Mas não chores, que no meu dia
Há mais sonho e sabedoria
Que nos vagos séculos do homem.

Cecilia Meireles



2 comentários:

Postar um comentário

Instagram

Google+ Followers